De quem foi a culpa ? Onde a avaria ocorreu ?

De quem foi a culpa ? Onde a avaria ocorreu ?

O Cliente recebe o móvel do seu sonho tão esperado em casa, e quando o montador vai montá-lo, nota-se uma avaria. De imediato temos a irritação e a decepção por parte do Cliente e a obrigação da empresa em substituir a peça avariada ou todo o produto.

A empresa tem que cumprir o prazo de troca em até 30 dias, para não ser penalizada num Juízado. E quando o produto não é de “prateleira” e sim um feito sob encomenda ? Cumprir estes 30 dias pode não ser fácil, considerando o tempo de produção e o lead-time do fornecedor.

Freight transportation, packages shipment and warehouse logistics concept

Ou seja, uma situação que vira dor de cabeça para o cliente e para o varejista. Mais ainda para o varejista, que fica com a sua imagem arranhada, pois acaba sendo um marketing de boca a boca negativo.

E o pior, não tem como descobrir onde a avaria ocorreu. Na fábrica, no transporte para o varejista, na armazenagem no varejista, na expedição do varejista, no transporte para o cliente, entrando na casa do cliente ou na montagem.

Alguns cuidados que devem ser colocados em prática:

  • Amostragem de 10% das mercadorias recebidas dos fornecedores (mesmo sabendo que em épocas de pico isto seja inviável);
  • Amostragem de 10% na expedição de marcadorias;;
  • Forrar área de expedição com borracha grossa (idem para o chão dos caminhões);
  • Exigir dos fornecedores, reforço na embalagem, principalmente nas quinas;
  • Treinamento e acompanhamento contínuo das equipes em relação as estratégias de manuseio dos produtos;
  • KPIs rígidos de equipes de entrega;
  • Acompanhamento de surpresa das entregas nos clientes por amostragem.

Como podem ver, muitos acham que é só chegar na loja e comprar, mas o back-office não é simples e merece atenção redobrada.

Como está a sua TI & Logística?

Precisando de ajuda?

Sergio Rytholz

Gestor de TI/Logística e de Empresa/Gente

Anúncios
Adesivar ou não a sua frota

Adesivar ou não a sua frota

Para as empresas que usam frota própria na sua Logística (embora considero frota terceirizada mais indicado), fica o seguinte dilema: adesivar ou não os caminhões.

rouo carga

A dissertação a seguir considera como embasamento, a cidade que moro (Rio de Janeiro) e a respectiva situação absurda de roubo de cargas.

Os profissionais de Marketing na maioria das vezes defende adesivar os caminhões como sendo uma maneira eficaz e barata de divulgação da marca (até este ponto, concordo com eles).

Mas se a sua empresa comercializa produtos de fácil repasse a quadrilhas receptoras de cargas roubadas, sugiro não adesivar a frota, para que as quadrilhas desconheçam o que está dentro dos caminhões.

Nos trens do Rio são comercializados, medicamentos, cigarros, linguiça/presuntos de marca, …, com preços abaixo do custo. Qual a mágica?

Não posso afirmar, mas com certeza produtos de fontes duvidosas.

Assim sendo, aqui no Rio sou contra adesivar a frota que entrega produtos com liquidez imediata no mercado paralelo.

Precisa de ajuda com a sua TI ou Logística?

 

Sergio Rytholz

Gestor de TI / Logística

Frota própria ou terceirizada?

Frota própria ou terceirizada?

Um dilema comum na Logística é optar entre a utilização de frota própria ou terceirizada.

frota

A minha experiência em distintos ramos de atividades, diz que a frota terceirizada é mais indicada, pelos seguintes motivos:

  • Custo da equipe terceirizada bem próxima ao custo da equipe interna considerando os encargos;
  • Foco maior no core da empresa;
  • Despreocupação com o controle da frota. Qual garantia você tem que neste momento não estão vendendo um pneu da sua empresa? Vai contratar funcionários e sistema para controlar a frota?
  • KPIs: por incrível que pareça, os resultados dos terceirizados são normalmente superiores aos das equipes internas;
  • Assiduidade: Se teu caminhão der defeito ou seu funcionário faltar, a sua entrega será prejudicada. Isto não acontece com terceiros, pois suprem um novo caminhão ou prestador rapidamente de acordo com o SLA;
  • Justiça: um terceirizado até pode incluir a sua empresa como co-responsável em alguma ação, mas no caso de equipe interna isto é certo.

Resumindo, vale terceirizar a sua entrega e manter a sua empresa focada apenas no seu negócio principal.

Abs,

Sergio Rytholz

Gestor de TI & Logística

 

 

Social Selling

Social Selling

Num mercado cada vez mais competitivo é inimaginável a sua empresa não usar social selling como estratégia de vendas. É uma tática importante que não pode ficar de fora da estratégia de vendas de seu negócio.

social-selling-01

Social Selling é sobre usar a sua marca pessoal e networking para alcançar as pessoas certas e construir relacionamentos de negócios.

Com o advento das redes sociais ficou ainda mais fácil conectar e alcançar decisores e influenciadores de compra, e eles, assim como você já estão nas plataformas sociais deixando rastros de informações e interagindo, ainda mais no LinkedIn, a maior rede social profissional do mundo, que já conta com mais de 33 milhões de usuários no Brasil, a preferida para estabelecer contatos de negócios.

Social Selling não é apenas usar redes sociais como LinkedIn, Twitter ou Facebook para conseguir clientes. É antes de tudo uma forma de você estabelecer a sua marca pessoal.

Encontre as pessoas certas, engaje com conhecimento e construa relacionamentos.

Através do Social Selling você terá mais oportunidades e mais chances de atingir as metas.

Vamos botar isto em prática na sua empresa ? Ou você acha que basta ter um ecommerce bonito que já estará tudo resolvido ?

Sergio Rytholz

Gestor de TI & Logística

Tropa de Elite

Tropa de Elite

Você tem a sua Tropa de Elite?
tropa
Caso a resposta seja não, posso garantir que suas atividades de gestão exigirão mais de você do que o necessário.
A existência de uma Tropa, facilita que você delegue tarefas e também no convencimento da equipe no momento  de alguma medida amarga.
Estas pessoas de confiança são fechadas com você e com a empresa, e apresentam comportamento e produtividade excelentes.
Não se engane, pois numa empresa média, esta Tropa deve possuir umas 6 pessoas aproximadamente.
Você deve chamar cada um e falar da importância dele na empresa e demonstrar o seu desejo, que ele permaneça sendo esta pessoa de confiança. Procure conhecer os anseios de cada um. Chame-os para almoçar com frequencia. E isto deve ser feito as claras, para os demais saberem que estes são as referências em comportamento e produtividade.
Tente responder de forma rápida: Quais são os funcionários Tropa de Elite da sua empresa ou departamento?
Abs,
Sergio Rytholz
Gerente de TI & Logística
Prazo elevado de entrega

Prazo elevado de entrega

Tem sido frequente em vários ecommerces, prazos de entrega elevados.

Esta estratégia é um balde de água gelada na vontade de compra dos clientes.

prazos-

Imaginem a cena, o sofá da sua sala já destruído, mês que vem você terá um evento em casa, faz as contas para ver se a compra cabe o orçamento, toma coragem, e recebe como informação um prazo de entrega superior a 60 dias! Alguns ecommerces, para tentarem disfarçar este prazo, colocam em dias úteis, para parecer menor. É para fazer repensar a compra ou pelo menos a loja onde comprar.

Para fazer este post, consultei duas lojas on-line de móveis, uma com prazo de entrega de 23 dias uteis e a outra com 6, para o mesmo sofá, sendo ambas na mesma cidade do endereço de entrega.

Qualquer prazo superior a 20 dias corridos na mesma cidade do depósito da loja é muito ruim.

Por outro lado, até entendo o motivo, pois o varejo está cada vez mais trabalhando com o estoque da indústria. Mesmo neste sentido, o varejo precisa encontrar fornecedores parceiros, para produzirem um estoque regulador e com um lead-time reduzido.

O varejo tem que pensar no seu fluxo de caixa, mas principalmente em captar e fidelizar o seu cliente. É essencial proporcionar boas experiências aos clientes!

 

Sergio Rytholz

Gerente de TI & Logística

Reúso

Reúso

Vencida a etapa de escrever reúso com ou sem acento, a verdade é que esta palavra é uma das mais importantes para a economia e para a natureza.

O reúso de software por exemplo, visa reaproveitar grande parte do software produzido e informações associadas em novos projetos, diminuindo o custo, aumentando a produtividade no desenvolvimento e proporcionando o compartilhamento do conhecimento.

O reúso na Logística também tem boas opções, como embalagens, papelões, madeiras, vidros, …

reuso

E evoluindo para assuntos menos técnicos temos o reúso da água, do papel e das péssimas sacolas de plástico ainda usadas nos supermercados. A água de reúso em grande parte dos casos, a sua utilização engloba a geração de energia, irrigação de campos para cultivo, combate a incêndios e limpeza de ruas. O investimento tem um pay back médio de um ano.

O reúso de papel A4 é obrigatório, exceto para contratos. Todos demais impressões, mesmo sendo para a presidência devem ser de folhas já usadas.

Idem para sacolas plásticas, que prejudicam absurdamente a Natureza.

Ou seja, tanto na vida profissional quanto na pessoal, a implementação do reúso só traz benefícios para o bolso e para a Natureza.

Reúso de (quase) tudo com urgência!

Abs,

Sergio Rytholz

Gestor de TI & Logística